(11) 98689-4765
Seguir nas redes sociais
Logo Nova | André Protenza

Nasofibroscopia

23/08/2021
|
2 min.
Atualizado em 21/09/2021
Dr. André Potenza
Dr. André Potenza
CRM: 104.267
RQE: 86373
Dr. André Potenza
CRM: 104.267
RQE: 86373

saiba mais
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) em 2001. Título de Especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço em 2006 e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
Google Scholar Acesse Aqui Minhas Publicações | Dr. André Potenza
acesse aqui minhas
 publicações

A nasofibrolaringoscopia ou nasofibroscopia é um tipo de endoscopia bastante específico. Com ela avaliamos a cavidade nasal, a faringe em todas as suas porções e as estruturas de laringe. Através deste exame é que identificamos alterações anatômicas como o desvio de septo nasal e os fatores obstrutivos relacionados à apneia do sono, bem como as inflamações, tumores da região e função das cordas vocais.

Para que serve o exame?

A nasofibrolaringoscopia é destinada a detectar alterações nas cavidades nasais, avaliar eventuais descargas dos seios da face e estudar a rinofaringe. Graças a um fibroscópio flexível, também permite percorrer e avaliar a orofaringe, hipofaringe e laringe, bem como auxiliar procedimentos de biópsia e remoção de corpo estranho da faringe. Ela pode também ser indicada na avaliação pré-operatória das cirurgias de tireoide e paratireoides, mesmo em pessoas assintomáticas.

Nasofibrolaringoscopia | André Potenza

Como funciona o procedimento?

O exame de nasofibrolaringoscopia é realizado com o paciente sentado, por meio de um aparelho chamado nasofibroscópio flexível, bem parecido com aquele utilizado na endoscopia digestiva, porém mais fino. Trata-se de um tubo flexível e fino com uma extremidade articulada, contendo fibra óptica, de superfície lisa não aderente, que pode ser acoplado a uma câmera de vídeo. O aparelho é lubrificado e introduzido por ambas as narinas para a avaliação da cavidade nasal, e em seguida é progredido por um dos lados da cavidade, em direção à laringe.

Em geral, não há necessidade de qualquer tipo de sedação. Pode se necessário aplicação nasal de um anestésico local tópico ou em spray, combinado ou não com um spray vasoconstritor.

Durante o exame o médico pode pedir pro paciente vocalizar sons e fazer manobras específicas, como inspirar pelo nariz por exemplo, enquanto enxerga diretamente para as pregas vocais. As imagens podem ser magnificadas num monitor, salvas ou gravadas em vídeo.

Fone: (11) 3251-0013
(11) 2151-5820
(11) 2151-8709